Criar Anúncio!
Entrar na Área Pessoal Lista de imóveis

Data: 15/12/2019
Frequência: Diária
Edições: Gratuitas

Pesquisar Notícias

Pesquisar

23 abril 2019

Assim vai o mercado turístico e imobiliário. Chegou o momento da “prova dos nove”.

Jorge Garcia, Especialista em Imobiliário

Realizou-se a XXI edição dos “Óscares do Imobiliário”, iniciativa da revista “Magazine Imobiliário”. O destaque deste ano foi o novo “campus” da “Nova School of Business and Economics”, em Carcavelos. Evento que ao celebrar a qualidade do nosso produto imobiliário, a capacidade técnica e o empreendedorismo dos seus protagonistas, é uma oportunidade anual de medir a “temperatura” ao sector da promoção imobiliária. Parafraseando o último editorial do Joaquim Pereira de Almeida eis chegado o momento da “prova dos nove”.

O mercado imobiliário nacional, em particular o residencial, depois de uma escalada generalizada de subida de preços nos últimos anos, começa a dar sinais de estabilização e reajustamento. Depois de uma profunda crise económica, financeira e imobiliária, uma crescente procura estrangeira atraída pela excelente relação custo-benefício comparativa e pela afirmação de Portugal como destino turístico de excelência, por escassez de oferta qualificada no mercado conduziu a um aumento dos preços de venda e arrendamento. No residencial, vivemos tempos de ajustamento entre “asking price” e preço real de venda.

Alimentadas por um clima generalizado de euforia, as expectativas altas do lado da oferta começam lentamente a refrear, em função do aumento do tempo médio de venda dos imóveis usados. Do lado da procura, numa lógica de usufruto - investimento, o potencial das zonas de localização e da rentabilidade do imóvel, são factores que passaram a determinar as escolhas. E quanto aos player´s da consultoria e mediação imobiliária?
Criatividade de comunicação, flexibilidade dos sistemas organizacionais, inovação tecnológica, integração e retenção de talento são os desafios que se colocam. A dinâmica do imobiliário irá manter-se nos próximos anos e a competitividade entre os operadores irá aumentar. O novo caminho não será feito por empresas com, elevada rotação de consultores imobiliários, equipas de consultores com pouca ou nenhuma experiência deixados à sua sorte e intuição comercial, ausência de liderança e cultura corporativa.

O caminho será feito por empresas altamente profissionalizadas que implementem sistemas organizacionais que privilegiem programas de qualidade, ferramentas tecnológicas que aprimorem a sua relação com os clientes, a motivação e formação profissional dos seus consultores. No mercado global da consultoria e mediação imobiliária ainda liderado por empresas norte-americanas, os ventos da mudança sopram com grande intensidade em todas as direcções. Gigantes tecnológicos como a Google e a Amazon posicionam-se para ocupar um espaço no mercado imobiliário e financeiro. O Zillow, um dos maiores portais imobiliários mundiais anunciou a sua entrada no segmento do crédito imobiliário e o início da actividade de compra e revenda de imóveis oferecendo com este serviço “all in one”, rápida transacção a quem vende, facilidade processual e crédito a quem compra. As grandes consultoras e redes de franquia imobiliária sediadas nos EUA, a maioria delas presentes em Portugal, têm procurado reposicionar-se apostando em novas ofertas tecnológicas através de aquisições e parcerias.
Se as consultoras internacionais têm uma maior agilidade e uniformidade na implementação da inovação nos diferentes mercados locais, as redes de franquia imobiliária obedecendo também a critérios locais irão percorrer a diferentes ritmos esse mesmo caminho.

O desenvolvimento tecnológico no mercado imobiliário é hoje uma realidade. Os suportes tecnológicos irão ter uma crescente importância nas profissões imobiliárias. Melhorar a experiência dos clientes, aumentar a produtividade e rentabilidade dos operadores é um resultado expectável. Mas só uma forte aposta na formação profissional e nas relações (H-H) com os seus clientes´, poderá criar valor. Com a especialização naquilo que as máquinas não podem fazer, consultores e agentes imobiliários, poderão superar os sistemas puramente tecnológicos que se anunciam. Chegou o momento da “prova dos nove”.

Fonte: Jorge Garcia, Especialista em Imobiliário

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.