Create ad!
Access personal area List of Properties

Date: 17/8/2019
Frequence: Daily
Editions: Free

News Search

Search

10 June 2019

Especializa-te naquilo que as máquinas não podem fazer, a gestão de talento.

Jorge Garcia, Especialista em Imobiliário

Desde os finais do século XX que acompanho de perto a evolução do mercado imobiliário em Portugal com incursões por Espanha e Brasil. Experiência enriquecedora vivenciada ao longo de 2 décadas, com empresários empreendedores e agentes imobiliários talentosos, que iniciaram e consolidaram empresas e carreiras profissionais de sucesso.

Pessoas que atingiram níveis de eficácia e eficiência acima da média e que continuaram a evoluir. De origens muito distintas mas com traços de personalidade comuns; capacidade de comunicar eficazmente as suas ideias, capacidade de iniciativa, optimistas e tolerantes à frustração, esforçados e focados na concretização das suas tarefas. Empresários e agentes imobiliários sujeitos a ansiedade e “stress” diários, tanto maiores quanto os efeitos dos ciclos económicos no ciclo da procura imobiliária, agravados em 2008 pela devastadora crise financeira.

Pessoas com capacidades comerciais inatas que a formação profissional e o treino transformaram em “player´s” de alta performance. Pessoas com elevado sentido ético, com um comportamento moral enquanto Homens e profissionais. São sobejamente conhecidos neste sector, os comportamentos reprováveis de alguns que não olham a meios para atingir os seus fins de curto prazo. Ocultação de informação relevante acerca dos imóveis e da sua localização, encenações de visitas para pressionar decisões de proprietários, práticas de concorrência desleal, adulteração de sistemas de partilhas de negócios pré-estabelecidas, empresas que omitem ou não pagam em tempo útil as devidas comissões aos seus agentes imobiliários. Acima dos códigos éticos das associações profissionais, das empresas ou das redes de empresas imobiliárias, deve estar o dever da urbanidade. O respeito do valor da dignidade dos seres humanos.

Ao longo de 2 décadas também conheci empresários e gestores, altivos, arrogantes, presunçosos, que numa clara demonstração de fraqueza pisaram outros como prova de poder. Soberba e ingratidão que os impedirá de subir a escada do sucesso por não terem passado do primeiro degrau. Em anterior artigo acerca dos desafios do mercado imobiliário, referi a gestão de talento.

Em tempos de produtos, serviços, marketing, tecnologia, facilmente replicáveis, o talento é um factor diferenciador. O talento numa empresa imobiliária assenta nas Pessoas que a integram e na sua contribuição para o seu sistema organizacional. O ciclo da gestão de talento, inicia-se com a atracção de talento que possa aportar valor. Gestores das empresas imobiliárias que integram redes de franquia imobiliária e das consultoras internacionais terão à partida maior capacidade de atrair profissionais qualificados, posicionando-se como “first choice” através de processos de “employer branding” , marketing adaptado ao posicionamento e imagem de marca como entidade empregadora. Facilitado o recrutamento passa a ser decisivo acolher e integrar. E neste aspecto do acolhimento e integração, é a liderança das empresas que faz a diferença. Ao recrutar de forma mais direcionada e proactiva para funções específicas, as empresas imobiliárias locais ou de nicho encontraram formas alternativas de se posicionarem nesta “guerra” pela captação de talento. O mercado imobiliário despertou nos últimos anos, o interesse de milhares de iniciantes.

Descobrir e atrair talento passou a ser uma actividade crítica das empresas. Sucede-lhe o desenvolvimento de competências através de formação profissional, partilha de experiências dos seniores e das melhores práticas de outros talentos, tutoria por gestor da empresa ou gestor comercial. Gerir talento é um processo contínuo. É preciso manter níveis elevados de motivação e compromisso para reter talento. Para que tal aconteça, empresários e gestores devem focar-se no clima organizacional.

Gerir talentos é gerir pessoas com melhores competências num clima organizacional saudável, criativo, flexível, adaptável, aberto à inovação. O que funcionou bem há 10, 20 anos atrás poderá já não funcionar tão bem hoje. Novos modelos de negócio desafiam o status. Reinventar a indústria imobiliária para novos padrões de serviço, é preciso.

Source: Jorge Garcia, Especialista em Imobiliário

Comment

Submit

The comments are always subject to previous approval. Comments that are offensive, defamatory, slanderous, discriminatory, and inadequate to the text that is being commented on, will not be placed online.