Créer une annonce!
Entrez espace personnel liste de biens

Date: 23/2/2020
Date: Tous les jours
Accueil: Gratuit

Rechercher Actualités

Rechercher

27 février 2017

Especulação imobiliária ou mercado imobiliário em crescimento?

Imprimer
Francisco Grácio, Administrador da PortugalRur


Imobiliário e especulação são duas palavras que, infelizmente, e muitas vezes, andam de mãos dadas. Algumas (poucas, e cada vez menos!), com razão. Infelizmente, em muitas outras, sem qualquer cabimento nem sentido. Mas habituámo-nos, sem nos questionarmos, por diversos motivos, frutos da nossa história, a que uma andasse a reboque da outra. 

No ido, mas longo, tempo da construção desenfreada, imobiliário e especulação tornaram-se palavras siamesas, entraram no léxico quotidiano. Até hoje.
Ora, especulação é significado de operação de resultados incertos e arriscados, mas de grande vantagem, se for bem sucedida. Traz ainda uma conotação de logro, engano induzido ou exploração.

Será assim ainda hoje? Sem dúvida que não. Atualmente, o imobiliário é uma indústria amadurecida e em que os valores, por muito robustos que nos possam parecer, são ditados pelo mercado. O lugar ao aventureirismo desapareceu.
Nos últimos anos, a solidez dos valores é confirmada, não apenas pela banca nacional e estrangeira, mas por investidores e consultoras internacionais que continuam a recomendar Portugal como um investimento de rentabilidade segura. 

Quando as notícias nos dizem que, de 2015 para 2016, as casas na região do Algarve valorizaram, num só ano, mais de 11%, e em termos nacionais 7,5%, que o imobiliário em Portugal cresceu 50% nos dois últimos anos e que, apenas em 2017, deverá crescer 30%, vemos logo as tais duas palavras juntas (especulação + imobiliário). 

Mas serão estes números maquinações de torpes especuladores, ou resultado do mercado a funcionar e a crescer de forma sólida, como há muito não se via? Acredito na segunda. E acredito, porque é a realidade com a qual me deparo no dia-a-dia. 

A maturidade e alto nível a que chegou o mercado imobiliário português leva a que o nosso país esteja recomendado no topo do ranking para investidores e proprietários. A reputada publicação ‘Live and Invest Overseas’ ou o principal site independente de imobiliário internacional ‘The Move Channel’, são apenas dois dos mais recentes exemplos. Para este último, Portugal subiu um lugar no ranking mundial dos melhores países para investir em imobiliário, ocupando agora, em janeiro, a quinta posição. 

Já o ‘The Move Channel’ não se fica apenas por recomendar, mas, mesmo com os números que referi acima, afirma que as propriedades na região mais a sul de Portugal se classificam entre as “melhores pechinchas da Europa. A longo prazo, a propriedade no Algarve manterá o seu valor”. 

E nós, vamos continuar a falar em especulação imobiliária ou viramos a agulha para mercado imobiliário em crescimento?

Source: Francisco Grácio, Administrador da PortugalRur

Commentaire

Soubmettre

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.