Criar Anúncio!
Entrar na Área Pessoal Lista de imóveis

Data: 18/7/2019
Frequência: Diária
Edições: Gratuitas

Pesquisar Notícias

Pesquisar

20 junho 2017

O Alentejo como nunca o imaginou

Francisco Grácio, Administrador da PortugalRur


Alguma vez imaginou que, no interior do Alentejo, a mais de 150 quilómetros da costa, pudesse haver uma praia distinguida com bandeira azul?
É o que a edilidade local acaba de inaugurar, por ocasião do Dia Mundial da Criança, e que vem complementar as valências do já existente centro náutico de Monsaraz. Investimentos que são fortes instrumentos de apoio ao turismo na região, que começa a ter uma procura crescente e sustentada. 

Se a estes investimentos direcionados ao turismo juntarmos outros, de apoio à atividade agrícola e pecuária, como o de 217 milhões de euros que a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA) tem em curso para aumentar o perímetro de rega de 120 mil hectares para 170 mil hectares, estamos perante um Alentejo em crescimento e a ganhar potencialidades que, até há poucos anos atrás, apenas estavam ao alcance dos sonhadores mais atrevidos. 

Só quem nunca visitou a região não ficou apaixonado pela paisagem, pela gastronomia, pelas gentes e pela calmia singular que esta região transmite. Se esta pode ser a perspetiva de um turista, já a perspetiva de um industrial agrícola ou investidor imobiliário vai muito para além disso. 

Ambos reconhecerão que o potencial, em qualquer dos casos, está para além do que os olhos alcançam no momento. Tal como na paisagem, há sempre muito mais e melhor depois da linha do horizonte, visível apenas naquele momento.
 É por isso que esta é uma das regiões mais procuradas de Portugal por investidores das mais diversas áreas. 

Nem a sua interioridade (mais de 200 quilómetros de Lisboa e 500 de Madrid) são pontos fracos. Pelo contrário. Faz desta região, que poderemos afirmar estar ainda em gestação, uma das mais promissoras da Península Ibérica. 

Sem a pressão imobiliária sem regras que existiu em diversas regiões do nosso país em décadas anteriores, e com um cenário único, valorizado por todo o mundo, a região do Alqueva poderá vir a tornar-se um case study de como o imobiliário, o turismo, a agricultura e a pecuária conseguiram integrar-se em harmonia e resultar numa das zonas mais premium da Europa. 

Quem conseguia imaginar um Alentejo assim há 10 anos atrás, cheio de potencial e esperança?

Fonte: Francisco Grácio, Administrador da PortugalRur

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.