Venda ou alugue a sua casa!
Área Pessoal Lista de imóveis Social

Pesquisar Notícias

Pesquisar

15 maio 2018

Nascem mais de seis empresas de imobiliário e construção por dia em Portugal

construção

O imobiliário e a construção, a par das atividades relacionadas com o turismo, são atualmente dos setores mais dinâmicos da economia portuguesa. Nos primeiros quatro meses do ano, foram criadas mais 423 empresas imobiliárias (aumento homólogo de 34,6%) e mais 306 na construção (crescimento de 22,9%), ou seja mais de seis novas sociedades empresariais por dia, no conjunto dos dois setores.

Um relatório da Informa D&B mostra que, no total, entre janeiro e abril de 2018 nasceram 17.002 empresas e outras organizações, mais 13,4% do que no mesmo período do ano passado. Além do imobiliário e da construção, as atividades ligadas ao turismo reforçam a contribuição para novas empresas, tendo-se registado neste período mais 649 nascimentos nos serviços (crescimento de 13,3%), "com a forte contribuição das atividades de animação turística e de agências de viagens".

Alojamento local anima atividade empresarial
No caso do alojamento e restauração, nasceram mais 235 empresas (subiu 13,2%), "com a maior contribuição do alojamento, em particular o alojamento mobilado para turistas, apesar da restauração representar dois terços do total de nascimentos do setor", destaca a D&B.

Ainda no universo empresarial turístico, o setor dos transportes registou a criação de mais 212 empresas, o que representou um acrescimento homólogo de 55,2% e que se deveu "em particular às atividades de transporte ocasional de passageiros em veículos ligeiros", de acordo com a mesma fonte.

A excepção à subida generalizada em número de constituição de empresas, nos primeiros quatro meses deste ano, é o setor da agricultura, pecuária, pesca e caça, onde foram criadas menos 277 empresas do que há um ano, o que traduz uma quebra homóloga de 34,8%.

Já os encerramentos registados nos primeiros quatros meses do ano (4.880) mantêm-se em valores próximos do período homólogo (mais 1,9%), ao passo que "nas novas insolvências (870), o ciclo de descida iniciado em 2013 mantém-se, mas de forma menos acentuada

Fonte: Idealista News

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.