Venda ou alugue a sua casa!
Área Pessoal Lista de imóveis Social

Pesquisar Notícias

Pesquisar

10 setembro 2018

Investimento de €30 milhões traz novo projeto de casas de luxo a Lisboa

Lisboa

A ideia inicial nem era fazer casas, mas sim um hotel. Só que a localização, a estrutura e arquitetura do imóvel e a conjuntura do mercado residencial de Lisboa fez com que os promotores mudassem de ideias e avançassem com a construção de um condomínio de luxo.

Foi assim que nasceu o Casal Ribeiro, o primeiro empreendimento residencial da Stakecorp, uma empresa portuguesa que, até agora, atuava apenas na área da hotelaria. “No final de 2016, a reabilitação da cidade de Lisboa estava a ser uma realidade e o mercado imobiliário estava em forte crescimento, o que nos encorajou a desenvolver um projeto residencial”, conta ao Expresso o CEO da Skatecorp, Eurico Almeida.

Mas apesar de esta ser mais uma reabilitação em Lisboa, este projeto nasceu logo com uma estratégia diferente. “O objetivo é captar clientes que pretendam viver em permanência no condomínio. O que queremos é que sejam casas para famílias portuguesas ou estrangeiras que queiram mesmo viver lá. Estamos a tentar evitar ao máximo que não seja para uso turístico”, nota.

Situado nas Avenidas Novas, na esquina da Avenida Casal Ribeiro com a Rua Ator Taborda, no seguimento da Defensores de Chaves e mesmo entre o Saldanha e a Estefânia, o condomínio Casal Ribeiro surge da soma de quatro edifícios que se encontravam devolutos e que foram comprados pela Skatecorp a um fundo de investimento. Ali vão surgir um total de 77 apartamentos de tipologias T0 a T4 e com valores de venda que, apesar de não serem dos mais altos daquela zona, não deixam de ser de luxo. “Os preços variam entre os €500 mil para as tipologias mais pequenas e o €1,5 milhões para as tipologias maiores”, adianta Eurico Almeida.

QUATRO TIPOS DE CASAS DIFERENTES
A localização não é o único fator a justificar os preços. O investimento de €30 milhões é outra das razões, mas existe também uma série de características e de valências que fazem do Casal Ribeiro um empreendimento de luxo.

É o caso da “beleza arquitetónica do edifício e a sua imponente entrada principal, com um pé-direito de cinco metros, realçando toda a traça histórica”, ou também dos cerca de cinco mil metros quadrados de estacionamento privado abaixo do solo e dos equipamentos comuns que estão disponíveis, como o ginásio, piscina interior e exterior.

E depois há ainda as características distintivas dos apartamentos em si. Alguns têm terraços e jardins e outros, os que ficam situados nos últimos pisos do edifício, gozam de uma vista desafogada sobre a cidade de Lisboa. Aliás, segundo explicou Eurico Almeida, existem quatro tipos de apartamentos, cada um deles com uma arquitetura diferente.

Assim, as casas chamadas Collection são as que traduzem “um ambiente típico de Lisboa do final do século XIX, procurando a recuperação de todos os pormenores arquitetónicos da época”, há depois as Selection, onde se “procura refletir os sentidos da arquitetura alfacinha da metade do século XX”, há ainda os Action, mais modernos e para casais mais jovens e, por fim, os View “que são os apartamentos do topo, onde se privilegiam as vistas sobre a cidade de Lisboa e o rio”.

“Existe uma importante falta de apartamentos de qualidade em zonas centrais de Lisboa e existe uma faixa de clientes, nacionais e estrangeiros, interessados em produtos com a qualidade semelhante ao que se faz noutras capitais europeias. O projeto em questão encaixa muito bem neste tipo de produto — localização central, estacionamento e uma solução arquitetónica que valoriza o caráter histórico do edifício”, comenta Eurico Almeida.

VENDAS JÁ COMEÇARAM
O empreendimento Casal Ribeiro só vai estar pronto no final de 2020, mas as vendas já começaram, mais precisamente em abril deste ano, exatamente na mesma altura em que arrancaram as obras. “As vendas começaram com o início da construção, como é pratica no mercado nacional”, explica Eurico Almeida. Claro que também ajuda o facto de o mercado estar aquecido, com mais procura do que oferta, o que faz com que as casas se vendam cada vez mais planta.

É por isso que, com apenas cinco meses em comercialização, 30 por cento das casas já estão vendidas e ao tipo de clientes que a Skatecorp quer: “Famílias portuguesas e estrangeiras que querem mesmo viver ali e aproveitar a vida de bairro” e não investidores que depois colocam as casas para turismo ou alojamento local de luxo.

O PROJETO
77 apartamentos vão ser construídos no empreendimento Casal Ribeiro. As tipologias vão de T0 a T4 e haverá piscina comum, ginásio, segurança 24 horas e serviços de mordomo

223 m2 é o tamanho do T4 localizado no último andar. O andar mais pequeno é um T0 com 49 metros quadrados.

30 % de vendas já concretizadas desde maio. A comercialização está a cargo da JLL e da Porta da Frente Christie's.

30 milhões de euros é o valor de investimento a realizar neste empreendimento

Fonte: Expresso

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.