Criar Anúncio!
Entrar na Área Pessoal Lista de imóveis

Data: 27/5/2019
Frequência: Diária
Edições: Gratuitas

Pesquisar Notícias

Pesquisar

19 setembro 2018

Há 196 novos espaços de comércio em Lisboa

centro comercial

Numa análise feita ao 1º semestre de 2018 do segmento de Retalho, segundo a consultora imobiliária, o principal ponto a reter é a existência a cada vez mais marcante de comércio de rua e a requalificação de centro comerciais já existentes, que procuram assentar no modernismo, capaz de acompanhar as tendências e conceitos inovadores que têm surgido.

Por um lado, respeitando a requalificação dos centros comerciais, consideram-se as zonas de lazer e restauração como os principais targets de modernização, onde se pretende criar espaços que contribuam para uma maior permanência dos consumidores no espaço comercial. Exemplo disso são as expansões e requalificações de alguns dos mais importantes centros comerciais portugueses como o Centro Comercial Colombo, Norte Shopping, Oeiras Parque e Glicínias Plaza que irão contribuir para um aumento da oferta comercial. Neste 1º semestre, a Immochan (Grupo Auchan) comprou os centros comerciais Fórum Montijo, Fórum Sintra e Sintra Retail Park ao fundo norte-americano Blackstone no valor de 411 milhões de euros, reforçando a sua liderança no mercado.

Por outro lado, e também outro grande centro das atenções nesta análise semestral, temos o comércio de lojas de rua. Neste aspecto, a cidade de Lisboa tem sido palco da entrada a um ritmo muito acelerado de novas lojas e conceitos, como a “loja de bairro e de conveniência” que são agora postos em prática com sucesso. Lisboa, é neste momento a capital mais “cool” a nível europeu, atraindo públicos de todas as origens e oferecendo uma oferta comercial muito diferenciada.

O estudo da Worx aponta como tendência o aumento do volume das vendas retalhistas e da aposta na criação de experiências cada vez mais inovadoras como a realidade virtual, provocado pelo crescimento do comércio online. Da mesma forma, a procura irá continuar em alta para o comércio de rua, mais uma vez com enfoque na restauração, motivado pelos resultados excepcionais do turismo e pela recuperação da economia portuguesa e aumento do consumo privado; sendo que os valores de renda prime irão manter-se em alta.

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.