Venda ou alugue a sua casa!
Área Pessoal Lista de imóveis Social

Pesquisar Notícias

Pesquisar

25 setembro 2018

Construção de habitações familiares cresce 31% na madeira

madeira

A Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) disponibiliza hoje no seu portal de internet a publicação das Estatísticas da Construção e da Habitação da Região Autónoma da Madeira do ano de 2017.

Em 2017, o parque habitacional madeirense foi estimado em 93 086 edifícios e 131 011 alojamentos, o que corresponde a acréscimos face ao ano anterior, de 0,13% e 0,15%, respetivamente.

No que respeita ao número de edifícios concluídos em 2017 (251 edifícios) houve um acréscimo de 19,0% relativamente a 2016. Os fogos concluídos em construções novas para habitação familiar aumentaram 31,4% em 2017 (201 fogos) relativamente ao ano anterior (153 fogos).

Em relação às obras licenciadas, há a registar uma diminuição de 4,0% face a 2016, tendo sido licenciados 242 edifícios.

Em contrapartida, os fogos licenciados aumentaram 49,5%, fixando-se em 447 fogos em 2017 (299 em 2016).

Já o número de contratos de compra e venda de imóveis (4 868) registou um acréscimo de 23,0% face ao ano anterior, envolvendo um montante que ascendeu a 503,9 milhões de euros (+33,2% comparativamente a 2016). O valor médio dos prédios transacionados cresceu numa proporção de 8,3% (de 95,6 mil euros em 2016 para 103,5 mil euros em 2017).

Os contratos de mútuo com hipoteca voluntária ascenderam a 1 299 em 2017, observando-se um acréscimo de 61,4% face a 2016. O valor médio dos prédios hipotecados diminuiu cerca de 12,7 mil euros (de 133,9 mil euros em 2016 para 121,2 mil euros em 2017).

O crédito hipotecário concedido a pessoas singulares por habitante atingiu, em 2017, o valor de 440 euros, significando um acréscimo anual de 67,3%.

Em 2016, o valor dos trabalhos realizados pelas empresas de construção com 20 e mais pessoas ao serviço da RAM situou-se nos 226 milhões de euros, traduzindo uma diminuição de 10,7% relativamente a 2015, devido fundamentalmente ao decréscimo de 22,8% observado nas obras de Engenharia Civil.

Os trabalhos realizados em Edifícios registaram um acréscimo de 39,9% face a 2015. Este acréscimo foi generalizado aos Edifícios Residenciais (+20,2%, correspondendo a +2,7 milhões de euros) e aos Edifícios Não Residenciais (+47,2%, correspondendo a +16,7 milhões de euros).

Em 2017, observou-se na RAM um acréscimo do número de vendas de alojamentos familiares (+549 do que em 2016, correspondendo a +24,4%), perfazendo um total de 2 796 transações. O valor dos alojamentos transacionados atingiu um montante próximo dos 341,8 milhões de euros, mais 65,9 milhões (+23,9%) que em 2016.

Em 2017, o preço mediano de alojamentos familiares vendidos na Região foi de 1 126 €/m2, registando um aumento de 10,0% relativamente ao ano anterior.

Neste mesmo ano, o valor médio da avaliação bancária de habitação na RAM registou um crescimento de 5,1% (1 253 euros/m2) em relação a 2016, seguindo a tendência de subida do ano anterior.

O valor mediano das rendas dos 1 091 novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares celebrados em 2017 na Região foi de 5,15 €/m2.

Em 2017, as estimativas das vendas de cimento na RAM ascenderam a 109 402 toneladas, mais 11,6% que no ano precedente (98 071).

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.