Venda ou alugue a sua casa!
Área Pessoal Lista de imóveis Social

Pesquisar Notícias

Pesquisar

09 outubro 2018

Militares subalugam casas do Estado a turistas

alojamento local

Casas do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) alugadas a militares em Lisboa têm sido usadas como alojamento local para turistas estrangeiros, soube esta segunda-feira o DN.

"Já chegou ao nosso conhecimento e é preocupante, até porque tem a ver com o património da Ação Social Complementar" e também "pela situação grave que o IASFA vive", afirmou um dirigente daquele Instituto, sob anonimato por não estar autorizado a falar sobre o caso.

O Ministério da Defesa "desconhece a situação", afirmou fonte oficial do gabinete de Azeredo Lopes, considerando que cabe ao IASFA responder sobre essa matéria.

Um dos casos, na zona da Boa Hora (entre Alcântara e a Ajuda), foi alvo de uma queixa escrita ao IASFA por três dos moradores - dois sargentos e um cabo - do prédio em maio passado, confirmou o DN junto de várias fontes.

Em causa o apartamento do terceiro andar num prédio do IASFA situado na Rua Aliança Operária, o qual "passou a ser habitado desde o início" deste ano - com os restantes inquilinos a assistirem à "entrada e saída contínua de pessoas de diversas nacionalidades a qualquer hora do dia e ou da noite", segundo a queixa apresentada.

Os autores da queixa, dizendo desconhecer a quem é que o IASFA arrendou o apartamento, comunicaram ao instituto que também têm registado a presença de trabalhadores de limpeza naquele local após a saída dos seus ocupantes.

Os referidos inquilinos manifestaram ainda preocupação com a segurança do prédio, dos moradores e das respetivas casas, na medida em que a chave da porta de entrada "tenha vindo a ser distribuída a várias pessoas completamente alheias ao mesmo".

A situação financeira do IASFA é problemática há vários anos, registando um buraco de dezenas de milhões de euros.

Isso já levou o IASFA a ser alvo de várias auditorias, tanto do Ministério da Defesa como das Finanças.

Saber qual o património habitacional efetivo do IASFA tem sido um dos objetivos da tutela, admitindo fontes ouvidas pelo DN que haja mais situações de subaluguer de habitações à revelia do instituto.

Disponibilizar casas com "rendas económicas" aos militares das Forças Armadas é um dos instrumentos de apoio social do IASFA aos associados.

Segundo informação disponível na sua página digital, o IASFA tem um parque habitacional com 2133 frações, dos quais 1681 fogos de renda económica e 132 de renda livre, 28 apartamentos autónomos (T0, T1, T2), 23 arrecadações e sótãos, 97 estabelecimentos comerciais e, ainda,173 garagens e lugares de parqueamento.

Fonte: Diário de Notícias

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.