Criar Anúncio!
Entrar na Área Pessoal Lista de imóveis

Pesquisar Notícias

Pesquisar

28 novembro 2018

Imposto adicional ao IMI “constitui mais um ataque ao mercado imobiliário”, diz presidente da APPROP

cidades

O imposto adicional ao IMI “constitui mais um ataque ao mercado imobiliário e mais um passo para a expropriação da propriedade privada”. É esta a reação do presidente da Associação Portuguesa de Proprietários (APPROP), João Caiado Guerreiro, em comunicado esta terça-feira, 27 de novembro.

A mais recente medida do Governo no que toca ao AIMI, com a criação de um novo escalão de 1,5% para o património imobiliário global acima dos dois milhões de euros “repercutir-se-á num maior agravamento da instabilidade e desconfiança já há muito sentida pelos investidores”, refere o líder da associação sem fins lucrativos.

Entre os vários pontos negativos desta medida João Caiado Guerreiro realça “o aumento de rendas a que a subida do imposto levará, a limitação do acesso ao mercado de arrendamento, bem como a crescente dificuldade no investimento na habitação e reabilitação urbana”.

O presidente da APPROP vai mais longe nas suas críticas ao frisar que “os proprietários portugueses continuam a ser tratados como a “vaca leiteira” do Governo que cede a todos os devaneios totalitários e antidemocráticos do Bloco de Esquerda”.

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.