Criar Anúncio!
Entrar na Área Pessoal Lista de imóveis

Pesquisar Notícias

Pesquisar

10 dezembro 2018

Reabilitar Viana investe 12,5 € em reabilitação do centro histórico

viana

A Reabilitar Viana vai investir, em 2019, mais de 12,5 milhões de euros na reabilitação de vários imóveis degradados do centro histórico de Viana do Castelo, disse o director-geral da empresa.

Fernando Peixoto explicou que, "em 31 meses de actividade, a empresa reabilitou 31 fracções de edifícios no centro histórico da capital do Alto Minho, no valor global de 5,5 milhões de euros".

Criado, em 2016, o projecto Reabilitar Viana "começou com um apartamento e tem, actualmente, em curso a reabilitação de mais 22 fracções, num investimento de 4,5 milhões de euros, a concluir durante o ano de 2019".

Dos mais de 12,5 milhões de euros de investimento previsto para o próximo ano, num total de 58 fracções, o director-geral da Reabilitar Viana destaca a recuperação de um antigo armazém da Quimigal Adubos, um edifício devoluto e abandonado há mais de três décadas na frente ribeirinha de Viana do Castelo que vai ser demolido e transformado em 24 habitações de luxo.

Construído de raiz, o empreendimento vai ocupar uma área de 5.550 metros quadrados, com cave, rés do chão e dois andares.

O imóvel, em avançado estado de degradação, está situado junto à antiga doca comercial onde está atracado o navio museu Gil Eannes. Para aquela zona está ainda prevista a construção de uma marina atlântica que sirva navios de cruzeiro.

Segundo Fernando Peixoto, "são cerca de 150 as empresas, das diferentes especialidades" a trabalhar para a Reabilitar Viana.

A Câmara Municipal "está a investir, até 2020, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), 22 milhões de euros em 30 diferentes projectos, cuja intervenção será focada nas oito Áreas de Reabilitação Urbana (ARU)".

Segundo dados avançados hoje à Lusa pelo presidente da câmara municipal, "desde 2009, o município, com apoio de fundos comunitários já investiu mais de 50 milhões de euros na reabilitação de espaços públicos e edifícios degradados".

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.