Criar Anúncio!
Entrar na Área Pessoal Lista de imóveis

Data: 23/2/2020
Frequência: Diária
Edições: Gratuitas

Pesquisar Notícias

Pesquisar

13 fevereiro 2020

Aldeias do Xisto criam fundo imobiliário

Imprimir
aldeias do Xisto

As Aldeias do Xisto anunciaram que vão criar uma Bolsa Imobiliária. Trata-se de um fundo imobiliário que visa a recuperação e valorização do património edificado no contexto das aldeias.

A inovadora arquitectura deste fundo permite juntar pequenos aforradores e grandes investidores em torno de uma oportunidade de negócio, que representa também uma maior abertura do território ao exterior e um impulso na capacidade de atracção e fixação de pessoas.

Foi perante uma sala repleta de parceiros públicos e privados, em Oleiros, que se apresentou a Bolsa Imobiliária das Aldeias do Xisto. Constituída no seio da ADXTUR- Agência para o Desenvolvimento das Aldeias do Xisto, a Bolsa quer juntar uma miríade de actores no contexto de solidez estratégica e institucional da marca Aldeias do Xisto.

A adesão ao Fundo Imobiliário a constituir far-se-á através de unidades de participação, podendo assumir formas tão distintas como a venda dos imóveis ao fundo, o investimento financeiro, a transformação do património edificado em unidades de participação, ou a cedência dos imóveis para exploração pelo Fundo.

Este fundo vai garantir uma maior abertura do território das Aldeias do Xisto ao exterior, preenchendo lacunas na oferta turística já existente, mas também colocando no mercado imóveis para outros fins, como por exemplo acolhimento científico e artístico, aluguer de longa duração, time sharing, entre outros. Nesta primeira fase será dada prioridade a imóveis no interior das 27 Aldeias do Xisto, em contextos cénicos, paisagísticos e naturais de interesse, e ainda a imóveis com um valor histórico e cultural.

A actuação deste Fundo estará ao serviço dos objectivos e missão das Aldeias do Xisto, de atracção e fixação de pessoas, conhecimento e capitais, tendo sempre como valores a valorização do estilo de vida e do património.

“Com a criação da Bolsa Imobiliária das Aldeias do Xisto voltamos a mobilizar os parceiros e a convocar investidores externos e institucionais em torno da reabilitação e valorização do edificado, invertendo o declínio patrimonial e atraindo novas ambições, motivações e compromissos que estimulem a energia social que este território necessita e merece”, referiu Rui Simão, director executivo da ADXTUR.

Junta liquidez, património edificado, capacidade financeira e planeamento estratégico.

Promove cooperação, facilita o investimento e assegura a qualidade dos imóveis, reduzindo o risco e a incerteza, bem como amplitude de valores e a concorrência negativa em preços e práticas (corrida para baixo).

O fundo favorece o duplo investimento e retorno, financeiro e em qualidade de vida. Estimula a alocação de capital imobiliário onde existem lacunas e onde efectivamente cria rendimento, sem conflituar com actividades já em funcionamento.

Dota o território de novos imóveis que possibilitam a residência permanente a custo acessível, com rendimento seguro para o Fundo, além de aumentar o Valor Acrescentado Bruto (VAB) das restantes actividades.

Está ancorada e beneficia da solidez e alcance da marca Aldeias do Xisto (com efeito, nas freguesias com aldeias inscritas na rede das 27 Aldeias do Xisto a média de preço dos imóveis é de 670€/m2, ao passo que nas restantes freguesias não urbanas do território a média de preço dos imóveis é de 580€/m2.

Comentário

Submeter

Os comentários são sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, insultuosos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.